sábado, 26 de dezembro de 2015

Um Velho Chorando Como Um Bebê!

Ás vezes, a gente acha que atingiu o fundo do 
terror, desiste, e mesmo assim não morre.
Charles Bukowski

JAPÃO, 15 DE MAIO DE 1810.
Acabara de brigar com minha mãe, naquela época, eu iria apanhar e muito por ter a respondido grosseiramente, então fugi temporariamente de casa, na esperança de quando voltasse, continuasse com meu rosto sem desfiguração alguma.
Andei muito, até chegar a um terreno montanhoso que nunca tinha vindo ou visto antes. Aquele local era tenebroso, com enormes montanhas de um lado, e arvores gigantes do outro, barulhos de animais passando por entre as arvores, mas o lado da montanha estava mais silencioso do que tudo no mundo, nem ao menos o som do vento batendo nelas eu estava ouvindo.
Estava cansado de andar, e como não tinha ninguém ao redor e no meu relógio de bolso ainda eram 7h da noite, decidi ficar por ali um pouco mais, me deitei apoiando na dura montanha. Dez minutos se passaram e meus olhos começaram a ficar mais pesados, fazendo com que caísse no sono.
Uma hora se passou e a montanha deu seu primeiro sinal de vida, um choro! Levantei-me assustado, olhei ao redor para tentar lembrar onde estava, o choro continuava ensurdecedor, meu instinto humano me fez ir em direção ao som, tentar socorrer quem for que fosse a criança que estava chorando. Logo encontrei o dono do som, um pequeno bebe, pouco mais de dois palmos de altura, estava chorando muito quando o peguei no colo, mas logo parou. De uma hora para a outra a criança começou a crescer, em menos de um minuto ela já tinha quase um metro e vinte e agora com seu rosto visível, vi que tinha a aparência de um velho,Um Velho Chorando Como Um Bebê?Pensei. Tentei tira-la do meu colo, mas meu corpo não obedecia meu cérebro, não me mexia nem um centímetro, ao contrário da criança que agora tinha seus quase dois metros, já passara do meu tamanho, seu peso estava quase insuportável, parecia estar erguendo um boi. Desmoronei pouco antes dele aparentemente passar dos dois metros de altura, ele parecia ter uma tonelada, meu corpo estava sendo esmagado com todo aquele peso, o escuro da noite estava ficando ainda mais escuro, e meu corpo estava voltando a se mexer, foi quando aquela gigantesca criança, que agora estava no auge de seu tamanho, três metros, saiu de cima de meu corpo e ficou parado à minha frente, me olhando. Do nada tudo ficou escuro e eu desmaiei.
Vinte minutos depois eu acordei, mas nesse tempo que estava desacordado, tive um sonho um tanto quanto estranho, aquele bebe que virou um gigante, estava pequeno novamente, não no tamanho de um bebê, mais também não estava grande e não tinha um tamanho normal, ele tinha pouco mais de um metro, usava a mesma roupa colorida de antes, agora com bigode e cavanhaque Pai Mei iguais aos dos antigos monges Shaolin, sua cabeça estava estranhamente quadrada, me disse várias coisas, como Agora você é um Konaki-jiji, orgulhe-se, pouco sofrem um ataque nosso e sai com vida!... Agora viva sua vida, mas lembre-se... A manhã é sua mas a noite é minha!
Acordei depois disso e eu estava lá, deitado no meio do nada, já era dia então fui desesperadamente para casa. Quando cheguei, ninguém estava em casa, só minha mãe, que me aguardava com um saco de milho. Entrei sem fazer barulho algum, parei de seu lado, e humildemente soltei um Desculpa mãe! Mas mesmo assim, ela abriu o saco de milho, jogou ao chão e me fez ficar ajoelhado ali por uma hora.
DIAS ATUAIS...

Com mais de 200 anos, entendo agora a frase dita por aquele bebe senhor que nunca mais vi, A manhã é sua mais a noite é minha! Agora eu sou Um Velho Chorando Como Um Bebê!
RaphaTV
RaphaTV

Raphael Sulivã nasceu em Taubaté-SP em 26 de Dezembro de 2000. Sempre foi uma criança muito criativa, gostava de tudo, e principalmente de Imaginar. Um dia resolveu escever um poema, e desde então não parou mais...

21 comentários:

  1. Respostas
    1. muito Obrigado!!!

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  2. Nossa,eu adorei,com certeza ganho uma leitora!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aeeeew \o/!!! rs... Muito Obrigadooooooooo DRI (Posso te chamar asism? rs)

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  3. Você fez um ótimo trabalho na organização do blog, que tem um conteúdo muito bom . O que eu gostei mais foi a descrição de quem escreve, ficou bonita . Parabéns !!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muuuuitooooo Obrigadoooo Pedrinho!!! rs


      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  4. Respostas
    1. Muitoooo Obrigadooo Fláviaaa!

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  5. Nossa,muito bom este conto,mais fiquei com medo hahah não quero encontrar este bebê chorão de forma alguma.
    Abraços :)
    http://cutethingsjurosas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha... Também não quero não! rsrs.Muitoo Obrigadooo! rs

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  6. Conto maravilhoso... Parabéns! !!!
    Www.batomnacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitoooo Obrigado Daianee!!!

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  7. Nossa gostei muitooo :) me surpreendi, ganhou mais uma leitora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aoowwnt. Muitooo Obrigadooo Evellyn!!!

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  8. Uééé... Asuhasuhas
    O conto continua???
    Fiquei curioso. E não sei o que esperar de uma continuação kkkk
    (Demorei pra terminar o conto, pq os flocos de neve caindo me distraíam toda hora. kkkk)

    http://caixasdsapato.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Booom, Na verdade Pensei em deixar assim, por que é tipo um sermão para quem foge de casa... o jovem garoto que fugiu de casa para não apanhar de sua mãe acabou sendo amaldiçoado eternamente. rs. Ai ele vai ficar fazendo a mesma coisa que o outro senhor fez com ele até que alguém consiga sobreviver e ele passe sua maldição para ele.

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
    2. Entendi a proposta agora. Acho que o texto fugiu um pouco então. Pq, eu acabei ficando com outra impressão. :/

      Excluir
  9. Uau, mais um chegado em contos??? Rsrs parabéns! Simples e sábio como todas as lendas e ditados japoneses. Beijo, beijo.
    www.ameninaquenaoparadeler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadoo Regiane!!! rs

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir
  10. Uau, mais um chegado em contos??? Rsrs parabéns! Simples e sábio como todas as lendas e ditados japoneses. Beijo, beijo.
    www.ameninaquenaoparadeler.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadoo Regiane!!! rs

      ***********************************************************************************

      Obrigado pelo comentário! Espero vê-la mais e mais por aqui. até a próxima!

      Excluir